domingo, 6 de abril de 2008

PENSAR EM VOCÊ


É impossível pensar em você e não viajar através das lembranças, recordações inesquecíveis que marcam o meu coração e meu corpo.
Pensar em você é sentir o toque da sua mão, é ouvir a sua voz macia em meus ouvidos.
Pensar em você é entrar em êxtase através da imaginação, é sentir no corpo o peso de um amor realmente incrível.
Não posso e nem quero disfarçar este desejo, um sentimento que ultrapassa os limites do prazer e restabelece entre nossos corpos uma cumplicidade única, capaz de manter vivo um sentimento ardente e sincero.
Te quero de todas as formas, em todos os cantos do teu corpo, em cada sorriso, adoro ser tua e tudo que vivemos juntos me faz me sentir viva...

13 comentários:

MEU DOCE AMOR disse...

Belo.

Beijinho doce

Mario Rodrigues disse...

pois é, por enquanto eu so vou imaginando e desejando, mas vai melhorar. eh eh eh
Lindo texto , amiguinha. Realmente o nosso cérebro é incrivel.

Amigos são como o vento:
às vezes perto, outras longe
mas eternos em nossos...
corações.

Uma optima semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Eärwen Tulcakelumë disse...

Quando se tem um amor no coração,realmente é impossivel não "viajar"...
Gostei demais!

Deixo aqui um punhado de pérolas incandescentes de carinho amigo, banhadas no rio de lava que em meu mundo corre.

Eärwen

Manuela disse...

Belo poema!!!

Adorei a frase que deixou do Chaplin no meu Guardadora de Sonhos... :))

Voltarei a este espaço magnífico!

Beijo e carinho
Manuela

Por entre o luar disse...

Muito bom:) beijinho e sorrisinho mega:D

AURORA ( LOLA ) disse...

É impossível pensar em você e não viajar através das lembranças, recordações inesquecíveis que marcam o meu coração e meu corpo.
Pensar em você é sentir o toque da sua mão, é ouvir a sua voz macia em meus ouvidos.
Pensar em você é entrar em êxtase através da imaginação, é sentir no corpo o peso de um amor realmente incrível.




Lindo, adorei.


bjs

O Profeta disse...

Hoje não vou falar de amor
Hoje tenho saudade de canções
De uma voz perdida no tempo
Que me ensinou o sonho, as emoções

Hoje senti saudades da minha rua
Da casa fria e quente da ternura
Do cheiro a lenha, pão amassado
Dos abraços tidos de forma tão pura


Hoje convido-te a saberes um pouco de mim

Um resto de boa semana



Terno beijo

Suave Toque disse...

Recebi um presente do FM e coube a mim distribui-lo entre alguns amigos. Por considerar esse teu espaço cinco estrelas é que deixo-te um premiozinho no suave toque para que o traga até aqui e o atribua a alguns amigos que julgar merecedores de serem visitados. É só copiar a imagem e o título. És merecedora e é teu.

Um grande beijo.

Elcia Belluci

AURORA ( LOLA ) disse...

Olá amiga venho agradecer pelo premiozinho que você me ofereceu, gostei muito, OBRIGADO, você é merecedora desse prémio pois o seu espaço é mesmo cinco estrelas e eu gosto muito de passar por aqui para te ler, mais uma vez muito OBRIGADO.




bjs

Suave Toque disse...

De passagem e relendo

As páginas da vida são
cheias de surpresas...
Há capítulos de tristeza,
mas também de alegrias,
Há mistérios e fantasias,
Sofrimentos e decepções.
Por isso, não rasgue
páginas e nem solte capítulos,
Não se apresse a
descobrir os mistérios.
Não perca as esperanças,
Pois muitos são os finais felizes.
E nunca se esqueça do principal:
No livro da Vida,
O Autor é Você!

Desejo-te um excelente final de semana, cheio de alegrias...

Grande beijo de carinho

Elcia Belluci

© efeneto disse...

Sento-me nesta cadeira
No meio da sala
No meio do nada

Penso nos passos que dou contra o tempo
Os olhos que baixo por causa do vento

Vento que me toma os sonhos cálidos e os pinta de vermelho
Sangram lágrimas sem choro
Sem voz
Murmuram segredos

Desenham-se-me no rosto esses esboços do silêncio
Esses que apago e esborrato
E de novo se pintam em telas contra a minha vontade

Rasgo as folhas de papel em branco
Queimo os lápis de madeira que insinuam escravinhices

Dos meus não ditos não há-de falar
Deixem-me sentir, aqui, a dor vermelha de não saber amar
Essa condição de ignorante eterno
Para sempre um boémio nos lençóis alheios...
Frios, gélidos...
Sem sabor nem cheiro...
Ausentes na minha vontade...
Amargos

Aquecem apenas esta minha pele que arrefece

Pensar que um dia me podia aquecer no leito dessas desconhecidas sem rosto...


Que distraído sou...
Pois estava-me a esquecer de desejar
Um fim-de-semana com muita amizade dentro

Bruxinhachellot disse...

Um querer mais que bem querer.

Beijos de Sol e de Lua.

Sérgio Figueiredo disse...

É o poder e a beleza do Amor e de quem o sente não só nas palavras como no desejo sentido e ardente dos nossos corpos.

Bonitas palavras, sábias e desejosas.

Beijo